Crônicas Nikkeis #1 — ITADAKIMASU! Um Gostinho da Cultura Nikkei

Para muitos nikkeis em todo o mundo, a comida é frequentemente a mais forte e mais permanente conexão que eles mantêm com sua cultura. Com o passar das gerações, o idioma e as tradições são muitas vezes perdidos, mas os laços culinários são preservados.

Descubra Nikkei coletou narrativas de todas as partes do mundo relacionadas ao tópico da cultura culinária nikkei e seu impacto na identidade e nas comunidades nikkeis. A série apresenta essas narrativas.

Aqui estão suas favoritas:

Para maiores informações sobre este projeto literário >>


Confira estas outras séries de Crônicas Nikkeis:

#2: Nikkei+ ~Histórias sobre Idiomas, Tradições, Gerações & Raças Miscigenadas~
#3: Nomes Nikkeis: Taro, John, Juan, João? 
#4: Família Nikkei: Memórias, Tradições e Valores 
#5: Nikkei-go: O Idioma da Família, Comunidade e Cultura 
#6: Itadakimasu 2! Um Novo Gostinho da Cultura Nikkei
#7: Raízes Nikkeis: Mergulhando no Nosso Patrimônio Cultural

food en ja es pt

Cachorro quente e aspargo?

Eu não sei onde começar esta história, mas sei que ela começa com a minha avó—a japonesa. Na verdade, ela é nipo-americana. Mais especificamente, ela é nisei. Ela era não apenas a melhor cozinheira que eu já conheci, como também uma das pessoas mais criativas que já vi na cozinha. Uma vez, quando eu era adolescente, ela fez cachorros quentes com aspargo e com molho teriyaki caseiro. Aquele foi um dos melhores pratos que já experimentei na minha vida – e aquela foi a primeira e última vez que ela misturou estes tipos de comida.

Deixa ...

continue a ler

food en ja es pt

Yaki-Saba Bento & Shime-Saba Sushi

Meu filho de 17 anos mora atualmente na Flórida, frequenta uma escola de ensino médio e passa o tempo inteiro dedicando-se às competições de golfe.

Como terminará o curso no próximo ano, chegou o momento decisivo de escolher a universidade onde irá estudar. E como parte do processo, neste verão, ele está percorrendo cada região da América do Norte, participando de torneios juvenis de golfe. Quando morava no Brasil, desde os 10 anos de idade, meu filho participava de torneios, tendo viajado pelo Brasil e América do Sul.

Entre os preparativos que ...

continue a ler

food en ja es pt

Itadakimasu!, um legado de nossas avós

Eu me lembro que quando era menina preferia os pratos à milanesa com purê do que a comida japonesa, a qual a minha mãe preparava diariamente, junto com o omisoshiru que o meu pai bebia religiosamente e que nós, suas filhas, nos negávamos a beber diariamente. Talvez porque estávamos fartas de bebê-lo sempre, ou era uma maneira elegante de protestar. Foram eles que me ensinaram a não deixar nada no prato e a agradecer pela comida todos os dias.

Naquela época, comer comida japonesa era limitado ao seio das famílias japonesas. Era impensável ...

continue a ler

food en ja es pt

O Sabor do Japão na memória Nikkei

Uma pequena porção de gohan e o aroma do molho de soja Kikkoman, com o seu logotipo hexagonal, me fazem lembrar das minhas origens nikkei. Essa é a mágica que ocorre quando coloco um punhado de comida japonesa na boca e me sinto transportada aos tempos felizes que compartilhei com meu avô, Noboru Tachibana Kamada, natural de Kagoshima, além do que significou para mim ser neta de um japonês no Chile, situação pouco comum já que a imigração japonesa ao nosso país foi muito escassa.

Eu me lembro dele na sua casa na rua ...

continue a ler

food en ja es pt

A história dos Picles da vovó: O rakkyo da vovó ganha o mundo

1) O sabor do tsukemono feito por minha avó

Hoje em dia nos supermercados de comida japonesa dos Estados Unidos encontra-se uma grande variedade de produtos japoneses. Dentre eles, há as conservas do tipo tsukemono, desde o asazuke (legumes levemente conservados) até o nukazuke (legumes em conserva de salmoura e farelo de arroz fermentado), usando ingredientes variados como gengibre, pepino, hakusai (acelga japonesa), rakkyo (minicebola japonesa ou alho chinês).

Além dos produtos importados do Japão, ultimamente pode-se ver também tsukemono feito por fabricantes locais, que vendem sob marca própria. Embora o sabor tenha sido ligeiramente ...

continue a ler