Kizuna 2020: Bondade e solidariedade nikkeis durante a pandemia da COVID-19

Em japonês, kizuna significa fortes laços emocionais. Em 2011, convidamos nossa comunidade nikkei global a contribuir para uma série especial sobre como as comunidades nikkeis reagiram e apoiaram o Japão após o terremoto e tsunami de Tohoku. Agora, gostaríamos de reunir histórias sobre como as famílias e comunidades nikkeis estão sendo impactadas, respondendo e se ajustando a essa crise mundial.

Se você deseja participar, consulte nossas diretrizes de envio. Receberemos envios em inglês, japonês, espanhol e/ou português e estamos buscando diversas histórias do mundo todo. Esperamos que essas histórias ajudem a nos conectar, criando uma cápsula do tempo de respostas e perspectivas de nossa comunidade Nima-kai global para o futuro.

* * * * *

Embora muitos eventos em todo o mundo tenham sido cancelados devido à pandemia da COVID-19, percebemos que muitos novos eventos apenas online estão sendo organizados. Como são online, qualquer pessoa pode participar de qualquer lugar do mundo. Se a sua organização Nikkei está planejando um evento virtual, poste-o na Seção de Eventos do Descubra Nikkei! Também compartilharemos os eventos via Twitter @discovernikkei. Felizmente, isso ajudará a nos conectar de novas maneiras, mesmo quando estamos todos isolados em nossas casas.

community pt

Quero sair, viver ... Lamentações de Aiko

Antes da chegada dessa terrível pandemia que assola o mundo, Aiko, dona de casa, aposentada, moradora no tradicional bairro de Santana na Capital de São Paulo, tinha uma rotina de vida até que bem animada para uma senhora de sua idade. Conhecida pelos vizinhos brasileiros como dona Maria e Aitian ou Aiko-san pelos parentes, além das caminhadas habituais que fazia em ruas próximas onde mora, tinha aulas de tai chi chuan e ginástica cerebral que, segundo a professora, era para melhorar a concentração, raciocínio e memória. O encontro, destinado às pessoas da ...

continue a ler

business pt

Pequenos negócios nikkeis enfrentam desafios na pandemia do coronavírus

São Paulo, capital. Centro econômico que reúne diversos estabelecimentos locais administrados por empreendedores nipo-brasileiros. Semelhanças e peculiaridades transparecem nos impactos decorrentes do surto de COVID-19 provocado pelo coronavírus. Como exemplo, quatro idealizadores de negócios compartilham suas experiências nesse cenário.

* * * * *

Família unida

“A pandemia fez com que nós nos uníssemos para trabalhar em família”, conta Cristiane Haruyama Sampei, idealizadora da confeitaria Na-Na-Ya Pâtisserie, na Vila Mariana. O marido a está ajudando em tempo integral, pois o segmento de Turismo – em que atuava – parou de modo geral. “Pensei em ...

continue a ler

community ja pt

Laços que se fortalecem na comunidade nikkei em meio à pandemia — Parte 2

Ler Parte 1 >>

Reencontro com a música japonesa traz saudades

Durante o isolamento, eu e minhas amigas passamos a enviar e receber vídeos de programas da TV japonesa e de kayokyoku, música popular.

Um dos primeiros vídeos que recebi foi a canção “Ue o muite arukou”. Ao ouvir a voz de Kyu Sakamoto veio uma grande saudade, porque essa canção servia de abertura do programa de rádio que apresentei de 2001 a 2007. Era ao som dessa bela melodia que eu cumprimentava os ouvintes dizendo “OHAYO Bom Dia” e apresentava muita música ...

continue a ler

community ja pt

Laços que se fortalecem na comunidade nikkei em meio à pandemia — Parte 1

A vida nova em Londrina

Um ano atrás exatamente, eu decidi sair de São Paulo, cidade onde nasci e cresci, e me mudar para Londrina, no Paraná. Aposentada há 19 anos e já com 73 anos, achei que foi uma decisão bem pensada.

A razão de minha mudança deve-se ao fato de Londrina ser o lugar onde estão as minhas raízes, pois foi aqui que o meu avô materno conseguiu com muito sacrifício o seu pedaço de terra, onde hoje se situa o bairro Jardim Honda. Também foi aqui que ...

continue a ler

community pt

COVID-19 e seu impacto na vida dos nikkeis brasileiros

Como tem ocorrido em outros países, a Covid-19 atingiu o Brasil de forma arrasadora, mostrando aos que nela não acreditavam, a sua malignidade letal.

Em 09 de maio, já foram registrados mais de 10.000 óbitos, com previsão de alcançar números catastróficos nos próximos meses, apesar das medidas de contenção tomadas pelas autoridades sanitárias do país. Adotou-se a quarentena horizontal para tentar combater o mal. Com isso, fecharam-se as portas do comércio e da indústria; proibiu-se a movimentação das pessoas. Apenas, algumas atividades consideradas essenciais continuaram funcionando ...

continue a ler