Norm Masaji Ibuki

O escritor Norm Masaji Ibuki mora em Oakville, na província de Ontário no Canadá. Ele vem escrevendo com assiduidade sobre a comunidade nikkei canadense desde o início dos anos 90. Ele escreveu uma série de artigos (1995-2004) para o jornal Nikkei Voice de Toronto, nos quais discutiu suas experiências de vida no Sendai, Japão. Atualmente, Norm trabalha como professor de ensino elementar e continua a escrever para diversas publicações.

Atualizado em dezembro de 2009

culture en ja es pt

Kizuna: Histórias dos Nikkeis sobre o Terremoto e Tsunami no Japão

Lembrando de 03/2011 em 2016: Tohoku no Shingetsu - Parte 2

Ler Parte 1 >> 

Quando vamos ter a chance de ver o filme aqui no Canadá?

Espero que neste outono no Festival Internacional de Cinema de Vancouver. Nós vamos inscrever o nosso filme no festival de cinema e esperamos que ele venha a ser selecionado na sua programação. O plano é que esta seja a estreia canadense em 2016.

A realidade é a seguinte: muitos filmes bons estão sendo feitos hoje em dia em todo o mundo, e não há garantia de que um filme vá chamar a atenção. O festival de Sundance teve 12,793 inscrições ...

continue a ler

culture en ja es pt

Kizuna: Histórias dos Nikkeis sobre o Terremoto e Tsunami no Japão

Lembrando de 03/2011 em 2016: Tohoku no Shingetsu - Parte 1

O dia 11 de março deste ano marca o quinto aniversário do terremoto e tsunami que devastaram a região costeira de Tohoku no Japão, arrasando cidades e aldeias, e mudando para sempre a vida local.

Como a cineasta de Vancouver Linda Ohama está se aproximando da conclusão do seu documentário sobre 03/2011, Tohoku no Shingetsu (“Uma Nova Lua Sobre Tohoku”), este é um momento importante para se fazer uma pausa e recordar as milhares de vidas perdidas e as dezenas de milhares que ainda estão em processo de recuperação.

Meu amigo Tsutomu ...

continue a ler

community en ja es pt

Kizuna: Histórias dos Nikkeis sobre o Terremoto e Tsunami no Japão

Quatro Anos Após 11/3: Não Bastam Lágrimas

Lembra de 11 de março de 2011?

Eu tinha acabado de acordar e estava me arrumando para a escola quando recebi uma ligação da estação de rádio CBC pedindo um comentário – quando eu ainda não tinha a menor idéia da tragédia que havia se abatido sobre a região de Tohoku no Japão, onde eu havia morado por nove anos.

Passaram na TV as primeiras imagens frenéticas e de pânico: as explosões na Usina Nuclear Daiichi em Fukushima; imagens apavorantes de prédios balançando, se despedaçando ...

continue a ler

media en ja es pt

“Acima de tudo, eu sou americano, e também sou negro” -- Jero, cantor americano de Enka

Hoje em dia, no universo tipicamente tradicional do enka japonês, não existe um novo artista mais popular do que Jero.

Desde que escrevi um artigo (“Jero e Eu” ) há alguns meses, eu fiquei profundamente intrigado com esse cantor nikkei americano que se tornou conhecidíssimo no Japão após o lançamento do seu primeiro CD, “Covers” (2008), seguido por “Kakusoku” (“Promise”, 2009) e agora “Covers 2”. Eu queria saber o que estava por trás de todo o furor na mídia.

O Japão adora o gaijin que quer se integrar à comunidade. O que faz ...

continue a ler

education en

Vancouver’s 106-year-old Japanese Language School now a Canadian Heritage Site - Part 2

Read Part 1 >>

What is the state of the school today? What is the enrolment? What is the makeup of students e.g., from Japan, descendants of the first wave of immigrants, non-Japanese? Number of teachers?

Our organization today reflects our 114 year evolution to sustainability. We have three operational divisions: child care division (daycare and immersion preschool - 135 children); Saturday and adult weeknights; language division: adults - 300+; children 6-18 - 250; community programming (heritage education and outreach and community rentals). When I was attending Japanese school as a kid in the 1980s, I went Tuesdays and Thursdays after school and ...

continue a ler