Sentindo-se aprisionada no campo de concentração (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) A perda da liberdade ... A perda da liberdade foi algo que eu senti muito forte lá. A perda da abilidade de ir onde eu quisesse e fazer o que eu quisesse. Eu quase me sentia como se fosse realmente uma prisioneira, numa cadeia. Era assim mesmo. E era algo que mexia comigo de uma maneira muito forte quando minha irmã, que era uma issei que morava em Nova York, vinha nos visitar nos campos – nós, irmãs e irmãos que éramos cidadãos americanos. A ironia daquilo nunca me deixou, que ela vinha nos ver e depois a gente tinha que se despedir no portão, dizendo adeus para ela enquanto ela voltava para Nova York. Aquilo sempre me fez pensar: “O que é que é isso?” (risos) [Nota do tradutor: Geralmente, apenas nipo-americanos e japoneses residentes nos estados da costa oeste americana tiveram que ser obrigatoriamente internados nos campos.]

Data: 26 de agosto de 1998
Localização Geográfica: Virginia Estados Unidos
Interviewer: Darcie Iki, Mitchell Maki
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

camps discrimination incarceration internment World War II

Raízes Nikkeis: Mergulhando no Nosso Patrimônio Cultural

O prazo para o envio de artigos até 30 de setembro.

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation