Separando-se da família ao se transferir para outro campo de concentração (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) O meu pai ficou seriamente doente e eu fui informada que ele estava muito, muito mal. Então eu fiz um requerimento para que eu fosse transferida para o campo dele [em Jerome, no estado de Arkansas]. Naquela época, eu já tinha dado a luz a uma filha, minha primeira criança nascida em Manzanar. Eu fui com a minha filha para vê-lo e para ser transferida. Eles não deixaram meu marido ir [comigo] porque eles [a administração da Autoridade para Relocações em Época de Guerra] disseram [a ele]: “Ele não é seu pai. Ele é o pai dela”. Então tivemos que nos separar durante aquele período, o que foi algo muito ruim que aconteceu na nossa vida. No dia que eu cheguei no campo em Arkansas, o meu pai estava sendo levado numa ambulância para o hospital [do campo]. Ele pôde dar uma olhada rápida na minha filha e aquela foi a primeira e única vez que ele a viu, já que ele morreu dez dias depois, na manhã de Natal no campo. Foi uma época horrível para todos nós.

Data: 26 de agosto de 1998
Localização Geográfica: Virginia Estados Unidos
Interviewer: Darcie Iki, Mitchell Maki
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

camps family incarceration internment World War II

Raízes Nikkeis: Mergulhando no Nosso Patrimônio Cultural

O prazo para o envio de artigos até 30 de setembro.

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation