Akemi Kikumura Yano

Dr. Akemi Kikumura-Yano é Diretora Geral y presidente do Museu Nacional Japonês Americano, e é “Chefe de Projeto” do Projeto do Legado Nikkei, responsável pelo website Discover Nikkei. Ela tem doutorado em antropologia da Universidade da Califórnia em Los Angeles, e é autora e teatróloga premiada. Seu livro mais conhecido é Through Harsh Winters: The Life of a Japanese Immigrant Woman (“Através de Invernos Rigorosos: A Vida de uma Imigrante Japonesa”).

Atualizado em fevereiro de 2008

migration en ja es pt

Enciclopédia do migração nikkei

Estados Unidos da América - Visão histórica sobre migração

Cerca de 200.000 japoneses chegaram ao arquipélago de Havaí entre os anos de 1885 e 1924, e cerca de 180.000 imigraram para a parte continental dos Estados Unidos. A maioria eram provenientes das províncias meridionais do Japão, castigadas pela seca, fome e excesso de população.

No arquipélago de Havaí, os primeiros isseis trabalharam nas plantações de cana de açúcar e no continente, os recém chegados eram enviados para fábricas de enlatados de salmão no Alaska, minas de Utah, serrarias em Oregon ou a áreas agrícolas de Calif ...

continue a ler

migration en ja es pt

Enciclopédia do migração nikkei

Peru - Visão histórica sobre migração

A história dos nikkeis no Peru começou em 1899, com a chegada de primeiros imigrantes do Japão, que trabalharam nas plantações de cana de açúcar e algodão nos vales da costa central. Depois, muitos foram para as cidades de Lima e Callao, onde eles se dedicaram a pequenos negócios, como barbearias e restaurantes, durante a primeira metade da década de 1920.

Migração urbana

Entre 1924 e 1936, a segunda leva de imigrantes japoneses se dirigiram para as áreas urbanas acima, ao invés de áreas rurais, em busca de novas oportunidades ...

continue a ler

migration en ja es pt

Enciclopédia do migração nikkei

Paraguai - Visão histórica sobre a migração

O início da imigração japonesa oficial para o Paraguai remonta a 1936, quando o primeiro grupo de imigrantes chegaram como colonos. A primeira colônia agrícola de japoneses com 134 famílias se instalou em La Columena. Muitos se mudaram para outras cidades e países em busca de melhores trabalhos e oportunidades, enquanto que outros ficaram e enfrentaram dificuldades que iam desde epidemias como malária, desastres naturais e as restrições inerentes a tempos de guerra em termos de atividades sociais e educacionais.

Fluxo de imigrantes no período pós-Segunda Grande Guerra

A pr ...

continue a ler

migration en ja es pt

Enciclopédia do migração nikkei

México - Visão histórica sobre a migração

No dia 10 de maio de 1897, os primeiros imigrantes japoneses chegaram ao México para iniciar a plantação de café no estado de Chiapas. Os seus projetos não deram certo, mas muitos destes imigrantes casaram-se com mulheres locais e estabeleceram a base para futura imigração japonesa para o país.

Diferentes destes primeiros colonos, os japoneses que vieram para a parte setentrional e central do país entre 1901 e 1907 eram decásseguis. Eles eram trabalhadores contratados para as minas, estradas de ferro e fazendas, através das empresas de emigração. A maioria destes ...

continue a ler

migration en ja es pt

Enciclopédia do migração nikkei

Chile - Visão histórica sobre a migração

Entre os anos de 1910 e 1940, o número de imigrantes japoneses que entraram no país, nunca foi superior a 900 pessoas por ano. Entre os japoneses que foram para o Chile, havia uma grande variedade de pessoas que vão desde profissionais e homens de negócio, até os trabalhadores que re-imigraram de países vizinhos. A tendência de sua fixação varia desde a parte setentrional do país, rica em nitratos, mas foram atraídos particularmente para a região meridional onde se localizam cidades como Valparaíso e Santiago. Eles obtiveram empregos em ...

continue a ler