Enciclopédia do migração nikkei

Você sabia que os Nikkei vivem em mais de 50 países? Leia resumos históricos sobre as migrações japonesas, os quais ilustram as mais importantes experiências dos Nikkei em determinados países.

Esta seção contém informações com origem em Encyclopedia of Japanese Descendants in the Americas: An Illustrated History of the Nikkei, Akemi Kikumura-Yano, ed. (Walnut Creek, CA: AltaMira, 2002). Além disso, incorporamos novos dados àqueles contidos no texto original. Estas informações também estão disponíveis em japonês sob o título 『アメリカ大陸日系人百科事典―写真と絵で見る日系人の歴史』 (明石書店, 2002).

migration en ja es pt

Estados Unidos da América - Visão histórica sobre migração

Cerca de 200.000 japoneses chegaram ao arquipélago de Havaí entre os anos de 1885 e 1924, e cerca de 180.000 imigraram para a parte continental dos Estados Unidos. A maioria eram provenientes das províncias meridionais do Japão, castigadas pela seca, fome e excesso de população.

No arquipélago de Havaí, os primeiros isseis trabalharam nas plantações de cana de açúcar e no continente, os recém chegados eram enviados para fábricas de enlatados de salmão no Alaska, minas de Utah, serrarias em Oregon ou a áreas agrícolas de Calif ...

continue a ler

migration en ja es pt

Peru - Visão histórica sobre migração

A história dos nikkeis no Peru começou em 1899, com a chegada de primeiros imigrantes do Japão, que trabalharam nas plantações de cana de açúcar e algodão nos vales da costa central. Depois, muitos foram para as cidades de Lima e Callao, onde eles se dedicaram a pequenos negócios, como barbearias e restaurantes, durante a primeira metade da década de 1920.

Migração urbana

Entre 1924 e 1936, a segunda leva de imigrantes japoneses se dirigiram para as áreas urbanas acima, ao invés de áreas rurais, em busca de novas oportunidades ...

continue a ler

migration en ja es pt

Paraguai - Visão histórica sobre a migração

O início da imigração japonesa oficial para o Paraguai remonta a 1936, quando o primeiro grupo de imigrantes chegaram como colonos. A primeira colônia agrícola de japoneses com 134 famílias se instalou em La Columena. Muitos se mudaram para outras cidades e países em busca de melhores trabalhos e oportunidades, enquanto que outros ficaram e enfrentaram dificuldades que iam desde epidemias como malária, desastres naturais e as restrições inerentes a tempos de guerra em termos de atividades sociais e educacionais.

Fluxo de imigrantes no período pós-Segunda Grande Guerra

A pr ...

continue a ler

migration en ja es pt

México - Visão histórica sobre a migração

No dia 10 de maio de 1897, os primeiros imigrantes japoneses chegaram ao México para iniciar a plantação de café no estado de Chiapas. Os seus projetos não deram certo, mas muitos destes imigrantes casaram-se com mulheres locais e estabeleceram a base para futura imigração japonesa para o país.

Diferentes destes primeiros colonos, os japoneses que vieram para a parte setentrional e central do país entre 1901 e 1907 eram decásseguis. Eles eram trabalhadores contratados para as minas, estradas de ferro e fazendas, através das empresas de emigração. A maioria destes ...

continue a ler

migration en ja es pt

Chile - Visão histórica sobre a migração

Entre os anos de 1910 e 1940, o número de imigrantes japoneses que entraram no país, nunca foi superior a 900 pessoas por ano. Entre os japoneses que foram para o Chile, havia uma grande variedade de pessoas que vão desde profissionais e homens de negócio, até os trabalhadores que re-imigraram de países vizinhos. A tendência de sua fixação varia desde a parte setentrional do país, rica em nitratos, mas foram atraídos particularmente para a região meridional onde se localizam cidades como Valparaíso e Santiago. Eles obtiveram empregos em ...

continue a ler