Investigando movimentos trabalhistas no Japão (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) Um dos benefícios que derivam dessa experiência foi que eu comecei a estudar a língua russa. Eu era capaz de falar um pouco de russo, eu ainda sei algumas palavras como “Zdravstvuyte" [olá]. Mas o resultado final da investigação quando saí em maio de 1947, foi que o movimento russo ou comunista entre os sindicatos não era tão eficaz. Uma coisa que eu percebi mais tarde, é claro, mas eu percebi, foi que os japoneses, ao contrário dos norte-americanos, não são excessivamente preocupados ou empolgados quando ouvem o comunismo. Comunismo para eles é apenas uma outra ideologia. Mas eles estavam confiantes de que os japoneses não aceitavam o comunismo. Havia alguns no Japão. Havia um partido comunista. Mas não as massas. Eles estavam confiantes de que eles [japoneses] não iriam aceitar o comunismo. Ao contrário dos Estados Unidos. Os norte-americanos ficam nervosos quando ouvem o comunismo.

Data: 29 de maio de 2006
Localização Geográfica: Havaí, Estados Unidos
Interviewer: Akemi Kikumura Yano
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

communism Japan

Heróis Nikkeis: Pioneiros, Modelos e Inspirações

O prazo para o envio de artigos até 30 de setembro.

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation