Convencendo Jim Wright a patrocinar o projeto de lei (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) Naquela época, o Jim Wright era o líder da maioria [no congresso] e ... Minto – naquela época ele era o “whip” [o representante que procura garantir que membros de seu partido sigam a linha política do partido]. Então eu fui falar com ele, que tinha sido piloto de guerra no Pacífico Sul. Ele havia voltado para casa de licença em 1944, e foi quando ouviu falar dos campos de internamento, dos nipo-americanos nos campos e tudo o mais. Ele disse que pensou consigo: “Não foi para isso que eu estava lutando no Pacífico Sul”. Naquela época, ele também resolveu que um dia queria fazer algo para retificar aquela injustiça. Ele disse: “Aquilo não foi certo”.

Quando eu fui eleito para o congresso, fui eleito para o Ministério dos Transportes e Trabalhos Públicos; Jim Wright, como deputado do Texas, também estava no Ministério dos Transportes e Trabalho Públicos. Passamos a nos falar muito e nos tornamos bons amigos. Ele então foi eleito para um cargo mais importante de liderança. Por causa deste projeto de lei, eu me encontrei de novo com ele e disse: “Jim, eu preciso muito da sua ajuda”. Ele então me contou sobre o “Batalhão Perdido” e como as tropas de combate 442 e 100 [constituídas de nipo-americanos] haviam perdido muitos combatentes para conseguir resgatar o “Batalhão Perdido”. Ele disse: “Claro, inclua o meu nome no projeto de lei”. Eu então disse: “Eu não quero colocar o seu nome no projeto de lei. Eu preciso que você seja o patrocinador principal”. Ele respondeu: “Tudo bem. Pode colocar o meu nome como patrocinador principal”.

Ter o terceiro mais importante Democrata [no congresso] como o patrocinador principal no nosso projeto de lei foi um grande estímulo. A gente então podia dizer: “O Jim Wright apóia este projeto de lei”, especialmente ao lidar com os congressistas sulistas. Quando o projeto de lei foi aprovado e a comissão foi formada, foram feitas todas essas audiências nacionais por todo o país. Eu não sei quantas audiências foram ... talvez umas vinte ou vinte e cinco.

E*: Certo. Eu quero voltar a falar do ... Depois que você conseguiu que o Jim Wright concordasse com aquilo, que tipo de reação ... Como você se sentiu quando decidiu fazer aquilo? Aquele deve ter sido um momento muito importante.

Bom, foi ótimo. O Jim disse que iria assinar o projeto de lei; então eu o agredeci profundamente, apertei sua mão, e Glen e eu saímos do seu escritório sem dizer nada um para o outro. Nós continuamos andando, viramos o corredor, entramos no elevador e dissemos: “Nossa! Conseguimos o Jim Wright como o patrocinador do projeto de lei!” Nós ficamos no elevador nos abraçando e pensando: “Jim Wright está do nosso lado no projeto de lei”. Foi um momento muito importante para nós.

* “E” representa o entrevistador (Tom Ikeda).

Data: 4 de julho de 2008
Localização Geográfica: Colorado, Estados Unidos
Interviewer: Tom Ikeda
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

CWRIC government Jim Wright politics redress

Raízes Nikkeis: Mergulhando no Nosso Patrimônio Cultural

Leia as histórias Raízes Nikkeis >>

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation