Influências americanas no Taiko japonês (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) A gente conhecia o KODO desde o começo, desde quando eles se chamavam Ondekoza. Quando o Ondekoza veio para cá pela primeira vez, eles não conheciam ninguém e não sei como nos encontraram e passaram a praticar aqui. Foi bem estranho. Eles estavam em um hotel – um hotel barato – em Hollywood. Então eles corriam até aqui, ensaiavam, corriam de volta, e então corriam para o teatro para dar o show. A gente ficava pensando: “Qual é o problema dessa gente?”

Mas de qualquer forma, desde aquela época a gente ficou muito, mas muito chegado mesmo. E então eles viraram o KODO. Normalmente, quando o KODO vem para cá nós comemos juntos. Eles são exatamente o contrário da gente. Eu me lembro que uma vez eles disseram: “Nosso taiko é um taiko sério e o seu taiko é taiko de diversão”. Nós levamos aquilo como um elogio. E talvez por causa da influência americana, talvez até da gente mesmo, não sei, eles finalmente concordaram em deixar uma mulher fazer parte do grupo, coisa que no Japão não existe. As mulheres não tocam taiko. Aqui, a maioria esmagadora é mulher. A maioria dos grupos é composta de mulheres porque não existe aquele preconceito e eu acho que isso teve uma certa influência, um certo impacto neles.

E o fato de que eles podem finalmente sorrir enquanto tocam uma peça, o que você não pode fazer em artes performativas japonesas. Ou seja, eu diria que isso foi uma influência americana. Eu também acho que isso foi bom para eles.

Data: 3 de dezembro de 2004
Localização Geográfica: Califórnia, Estados Unidos
Interviewer: Art Hansen, Sojin Kim
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

arts gender kodo music ondekoza taiko

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation