O começo da vida de imigrante (Japonês)

A obtenção de residência permanente por 10 mil dólares (Japonês) A impressão que tive na primeira vez que vim aos Estados Unidos (Japonês) Tirei licença de cozinheiro atraído pela vida no exterior (Japonês) O começo da vida de imigrante (Japonês) Com a ajuda dos nikkeis (Japonês) A dura vida na pensão (Japonês) Trabalhando para gays (Japonês) O navio de imigrantes Brasil Maru (Japonês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Japonês) Quando vim pela primeira vez, eu era estudante do 3º ano da universidade e no Aeroporto de Haneda um colega apareceu com a bandeira do Japão com a inscrição “Banzai” (Viva!). Mas eu não conseguia encontrar emprego. Foi quando a Apollo 13 havia pousado na Lua, eu estava caminhando pela rua Olimpic e os carros buzinando comemorando o êxito da missão. E eu, desempregado, se voltasse de mãos abanando para o Japão ia passar por uma grande vergonha. Tremendo, comendo pão no banco de jardim e pensando: Que é que eu faço? Foi uma época assim. Por sorte arrumei emprego ainda estudante. Na “House of Pancake” de um nikkei chamado Kuwada-san fui lavar prato. E deu para sossegar um pouco.

Data: 4 de agosto de 2015
Localização Geográfica: Califórnia, Estados Unidos
Interviewer: Mitsue Watanabe
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

Los Angeles migration Shin-Issei

Heróis Nikkeis: Pioneiros, Modelos e Inspirações

O prazo para o envio de artigos até 30 de setembro.

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation