Utilizando tipagem de tecidos e testes de sangue para determinar paternidade (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) A história é que se tratava apenas de um teste de paternidade de rotina. A única diferença era que os gêmeos eram gêmeos dizigóticos, o que significa que eles não eram gêmeos idênticos. E quando os testamos, eles eram estranhos, porque ele [o pai] provavelmente era o pai de uma criança, mas não o pai da outra criança.

Então, meu primeiro pensamento foi de que alguém havia misturado uns tubos de ensaio no laboratório. Então, chamamos a mãe e perguntamos: "Por favor, venha aqui. Parece que temos algum tipo de engano aqui. Queremos testar cada um novamente." E ela disse: "Eu tenho uma ideia melhor." Então, ao invés de coletarmos sangue de todos, ela trouxe outro homem. E esse outro homem acabou por ser o pai do outro gêmeo, mas não o pai do primeiro gêmeo. Assim, tornou-se óbvio que um pai era o pai de um dos gêmeos e o outro homem era o pai do outro gêmeo. Não poderia ser de outra maneira.

E mais uma vez, algo assim não poderia ter sido descoberto pelo sistema antigo. Somente pela tipagem HLA1, um sistema muito polimórfico, é que pudemos concluir. E nós publicamos isso na New England Journal of Medicine2. Eu acho que na história, algo assim foi mostrado antes. Houve um caso na Alemanha, em que um gêmeo dizigótico era obviamente [filho] de um afro-americano e o outro, era branco. Então, eles tinham certeza de que algo assim podia acontecer. Mas nosso caso foi o primeiro provado pela tipagem de tecidos e teste sanguíneo.

Assim, após a publicação, a mídia [de notícias] veio à UCLA e queriam que eu lhes contasse sobre a mãe e eu disse a eles que era tudo confidencial. Eu não podia fazer nada. Então, o que eles fizeram foi anunciar na televisão, falar sobre o caso e pedir que a mãe comparecesse. E no dia seguinte, a mãe apareceu e falou sobre suas aventuras. Foi muito surpreendente que ela quisesse aparecer na TV.

1. HLA é a sigla para antígeno leucocitário humano, marcador genético encontrado nas células do corpo que determinam as células brancas do sangue. O sistema HLA é utilizado para avaliar a compatibilidade de tecidos para transplante de órgãos e transfusão de plaquetas. Há mais de dez mil tipos de HLA.

2. P. I. Terasaki, D. Gjertson, D. Bernoco, S. Perdue, M. R. Mickey, J. Bond, 1978, “Twins with two different fathers identified by HLA," [Gêmeos com dois pais diferentes identificados por HLA] New England Journal of Medicine, [Revista de Medicina da Nova Inglaterra] volume 299, P. 950.

Data: 10 de fevereiro de 2004
Localização Geográfica: Califórnia, Estados Unidos
Interviewer: Gwenn M. Jensen
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum.

doctors medicine

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum


Patrocinador principal: The Nippon Foundation