A Sociedade Nikkei nas matas da Amazônia

O autor Toshimi Tsuruta foi como voluntário a Manaus, Amazonas, onde há o maior número de habitantes descendentes de japoneses. No outro lado do mundo, presenciou várias cenas de como os descendentes e imigrantes japoneses herdam ativamente o idioma e a cultura do Japão. Nesta coluna, ele transmitirá acontecimentos interessantes que presenciou no dia-a-dia, nos três anos que esteve lá.

community ja pt

Eventos tradicionais japoneses em Manaus

Um dia, quando eu estava trabalhando no escritório da Nippaku, o senhor Kawada, de mais de 80 anos e que mora no Amazonas, chamou-me e disse:

''Na próxima semana, teremos o nosso ''undoukai''. Ajude-me a providenciar os brindes.''

E assim fomos em seu carro velho em direção ao centro da cidade.

Dias depois foi realizado o ''undoukai'' no Country Clube de Manaus, sob o intenso calor tropical. 

Tivemos a participação de nikkeis, japoneses e também dos brasileiros locais e muitas crianças se alegraram com seus prêmios adquiridos. Percebi então que os brasileiros ...

continue a ler

education ja pt

A personalidade dos alunos da Nippaku

Fui a Manaus como professor de língua japonesa através do trabalho voluntário da JICA, sendo recrutado para a Associação Nipo-Brasileira da Amazônia Ocidental (Nippaku). Primeiramente, visitei todas as aulas realizadas de segunda-feira a sábado. Havia alunos de vários níveis, desde principiantes que não conheciam o hiragana e o katakana (alfabeto japonês) aos avançados, que dominavam muito bem o japonês.

Fiquei muito impressionado e emocionado com o esforço de todos os alunos, que estudavam com muita alegria num ambiente agradável organizado pelos professores locais que os estimulavam ...

continue a ler

community ja pt

Aulas de japonês em Manaus

No dia 1º de julho de 2010, após um treinamento intensivo que se iniciou em março do mesmo ano, partimos para o Brasil via Nova Iorque como voluntários da Jica. Chegando em São Paulo, tivemos um curso de língua portuguesa durante o período de 1 mês.

Após o término deste curso no dia 23 de julho, cada um de nós voluntários, daríamos início ao nosso trabalho nas respectivas cidades: Rio de Janeiro, Campo Grande, Brasília, Foz do Iguaçu, entre outras.

Inclusive eu que, após ...

continue a ler

community ja pt

Ir para Manaus, uma cidade tropical

“Achei! Consegui achar! Olha aqui!”

Em maio de 2010, eu estava no Museu dos Imigrantes da JICA, em Yokohama. Nesse ano ficou decidido que eu iria trabalhar no Brasil, na cidade de Manaus, como professor voluntário da JICA (Agência de Cooperação Internacional do Japão). Antes de ir para os países da América do Sul, os voluntários participam de um treinamento com duração de três meses. Eu e os demais voluntários que iriam para a Bolívia, Argentina, Paraguai, República Dominicana e Brasil também estivemos no centro de treinamento ...

continue a ler