Keiko Fukuda

Keiko Fukuda nasceu na província de Oita, se formou na Universidade Católica Internacional e trabalhou num editorial de revistas informativas em Tókio. Em 1992 imigrou aos EUA e trabalhou como editora chefe numa revista dedicada a comunidade japonesa. Em 2003 decidiu trabalhar como ¨free-lance¨ e, atualmente, escreve artigos para revistas focalizando entrevistas a personalidades.  Publicou junto a outros escritores o “Nihon ni Umarete” (Nascido no Japão) da editora Hankyuu Comunicações. 

Atualizado em fevereiro de 2008

media en ja es pt

O Poder das Nossas Histórias

Yoshiki Nagahama e One Okinawa – a mídia que une os uchinanchu do mundo

Colônia Okinawa 

No dia 30 de outubro de 2019 (lembrando que 30 de outubro é o “Dia Mundial dos uchinanchu1), foi lançada a revista na web One Okinawa, que traz nessa edição entrevistas com uchinanchu do Havaí, além de uma reportagem sobre o Castelo de Shuri que foi destruído por incêndio. O fundador da revista é Yoshiki Nagahama, que foi jornalista do Ryukyu Shimpo e reside na província de Okinawa.

Ele diz: “A ideia de lançar este meio de comunicação já estava na minha cabeça há alguns anos, mas foi mais ...

continue a ler

media en ja pt

Franci, nikkei brasileira de destaque no Brasil, EUA e Japão: “A música é minha linguagem”

As conversas com meu pai eram em japonês

“Quando criança, eu era retraída e não tinha jeito para ficar frente a frente com as pessoas”. Assim fala Franci que atualmente se apresenta nos palcos do mundo com sua voz angelical, mas que se achava um “patinho feio” na sua fase de menina. Nikkei de segunda geração nascida e criada em São Paulo, é a segunda das três filhas que seus pais tiveram – ele originário da província de Miyazaki e que veio criança para o Brasil e ela da província de ...

continue a ler

community en ja es pt

Oshogatsu era sinônimo de “a comida especial de minha mãe” 

Cresci no Japão numa “família nuclear”, constituída de pai, mãe e uma única filha que sou eu. Meu avô, tanto por parte de pai como de mãe, os dois já haviam falecido quando eu nasci e as duas avós moravam num lugar distante mais de uma hora de carro.

Se for falar das lembranças do Ano-Novo no Japão, tudo se resume ao Osechi Ryouri, pratos especiais para celebrar o Ano-Novo, e o Ozouni1 que minha mãe preparava. Ela fazia tudo sozinha e nunca me pediu para ajudar. No Japão ...

continue a ler

community en ja es pt

Kizuna: Histórias dos Nikkeis sobre o Terremoto e Tsunami no Japão

Três anos após o Grande Terremoto de Tohoku: Entrevista com Yoshihito Yonezawa, presidente da Associação Nanka Miyagi Kenjin Kai - Parte 2

Leia a parte 1 >>

“Diante da visão inimaginável do lugar do desastre, vamos continuar fazendo o que for possível”

Logo irá completar três anos após o Grande Terremoto de Tohoku. Mesmo na distante terra americana, a Associação Nanka Miyagi Kenjin Kai continua angariando fundos. Contando com um total de 100 famílias associadas, não se pode dizer que é uma grande organização, mas conseguiu angariar até agora aproximadamente 160 mil dólares. Isto se deve à liderança do sr. Yoshihito Yonezawa, que está no cargo de presidente há mais de 20 anos.

O ...

continue a ler

community en ja es pt

Kizuna: Histórias dos Nikkeis sobre o Terremoto e Tsunami no Japão

Três anos após o Grande Terremoto de Tohoku: Entrevista com Yoshihito Yonezawa, presidente da Associação Nanka Miyagi Kenjin Kai - Parte 1

“Em gratidão ao sentimento das pessoas, eu também pensei em fazer algo”

Desastre sem precedentes que foi o Grande Terremoto de Tohoku, no Japão. Três anos vão completar após aquele dia 11 de março de 2011. Após a eclosão da tragédia, o mundo inteiro formou uma corrente de apoio e na Associação Nanka Miyagi Kenjin Kai, sob o comando do seu presidente Yoshihito Yonezawa, começou o movimento de angariar fundos.

Ainda é grande o número de vítimas que vivem em abrigos provisórios, mas antes do marco ...

continue a ler