Michiko Okano

Michiko Okano possui doutorado em Comunicações e Semiótica e é Professora Assistente de História da Arte Asiática na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Também trabalha como docente colaboradora no Programa de Pós Graduação no Centro de Estudos Japoneses da Universidade de São Paulo (USP) e Coordenadora do Grupo de Estudos da Arte Asiática (GEEA). Okano é a autora de Ma: in between spaces of art in Japan (Annablume, 2011) e Manabu Mabe(Folha de S.Paulo, 2013). Entre seus projetos culturais destacam-se Olhar InComum: Japão Revisitado (UnCommon Gaze: Revisited Japan) (Museu Oscar Niemeyer, Curitiba, Paraná, Brasil, 2016). O foco de sua pesquisa é o diálogo criado pelas migrações da arte e artistas entre o Japão e o Ocidente, com particular interesse nos artistas nipo-brasileiros.

Atualizado em janeiro de 2018

culture en pt

Fronteiras Transpacíficas: artistas nipo-brasileiros

Nasci no Japão e, quando eu tinha oito anos, meus pais decidiram que imigraríamos para o Brasil. Foram longos quarenta dias de travessia no navio Sakura-maru pelo Oceano Pacífico, que faziam que a distância entre os dois países parecesse ainda maior. No decorrer dos anos em terras brasileiras, a questão da identidade foi se tornando algo muito presente na minha vida: a cultura natal e a local se confrontavam – ora se chocavam, ora se afastavam, ora se fundiam. Pertencer “ao aqui” ou “ao lá”, veio a ser, então, uma questão que me ...

continue a ler

identity en pt

Habitar num espaço-entre

Eu nasci no Japão e atravessei o oceano em direção ao Brasil aos oito anos de idade, num navio dentro do qual passei 40 longos dias, muito diferentes das 24 horas de vôo necessárias atualmente para o deslocamento. Ao embarcar na terra brasileira, estranhei as diferentes raças com as quais me deparava e adorei comer banana aos montes todos os dias, o que, no Japão, era proibitivo pelo seu alto preço naquela época.

Lembro-me que detestava quando alguém me dava beijinhos no rosto e beliscava as minhas bochecas dizendo “bonitinha”. Eram as ...

continue a ler