Hudson Okada

Udê, ou Hudson Okada, nasceu na cidade de Matão-SP, no dia 02 de agosto de 1979. Mora em São Paulo desde 2005. É neto de japoneses e adora escrever sobre a cultura nikkei.

Faz parte do time de colaboradores do site Descubra Nikkei e do site Tempos Crônicos.



Atualizado em abril de 2017

food pt

Crônicas Nikkeis #6 — Itadakimasu 2! Um Novo Gostinho da Cultura Nikkei

Paladar

Mesmo ainda muito criança, cheguei fácil a essa conclusão: a casa dos meus avós maternos era tão diferente das outras que eu conhecia – até então – que, quando eu estava nela, era como se eu estivesse num outro plano.

E os motivos para essa impressão eram vários:

Os adultos – meus avós, meus pais e meus tios – só falavam entre eles em japonês. Os jornais e livros do meu ditchan eram todos escritos em japonês. Os musicais que minha batchan assistia também, japoneses. Os enfeites espalhados pela casa – vasos, quadros ...

continue a ler

food pt

Crônicas Nikkeis #6 — Itadakimasu 2! Um Novo Gostinho da Cultura Nikkei

Gohan com arroz

Por ter nascido e crescido no Brasil e por ter pais que sempre cultivaram a cultura de seus antepassados, só fui perceber que a culinária brasileira e a culinária japonesa eram distintas quando eu tinha mais ou menos sete anos de idade.

Nessa época um amigo meu, que não é nikkei, disse o seguinte sobre o nosso colega que, como eu, era um dos únicos nikkeis da cidade de Matão, interior de São Paulo:

“Cara, você não vai acreditar: ontem eu almocei na casa do Takeda e a mãe dele serviu arroz sem sal ...

continue a ler

identity pt

Japoneis é tudo doido

Perdi a conta de quantas vezes já ouvi a frase “Japoneis é tudo doido!”.

Contarei algumas delas:

- Oca, parque do Ibirapuera, São Paulo: eu estava na impressionante mostra “Corpos: A Exposição” – na qual são expostos cadáveres humanos com órgãos e músculos plastificados –, quando percebi um casal de visitantes nikkeis brigando entre si.

Muito bravo com sua esposa, o homem não abria mão do prato que os dois haviam planejado comer naquela noite: sashimi.

Avessa à ideia de comer carne crua logo após ter visto tanta carne “crua” na exposição, a mulher implorava ...

continue a ler

community pt

Em dois países

Morar na Liberdade, bairro de São Paulo, é como morar em dois países ao mesmo tempo. E não seria por menos.

Pesquisando no site da prefeitura de São Paulo, passei a saber que a população desse bairro é de, mais ou menos, 70 mil habitantes. Tentei também levantar outros números – como, por exemplo, a quantidade de pessoas de cada etnia que nele reside –, mas, infelizmente, não os encontrei.

Mesmo assim, pelo que observo – e chutando torto feito japonês –, eu diria que na Liberdade convive uma média de 40% de pessoas de origem ...

continue a ler

identity pt

Calor

Toda montadora de carros japonesa instalada aqui no Brasil precisa submeter o projeto de seus produtos – no caso, carros – a um extenso processo de reajuste para adaptá-los ao clima tropical.

Processo esse, aliás, não só necessário como também invejável.

Devo confessar que sempre achei que eu deveria ter passado por tal processo da engenharia genética; pois, por também ser de matriz japonesa, herdei de meus pais muitas peças adaptadas para o frio e muito poucas para o calor.

A principal dessas peças, devo confessar, são minhas glândulas sudor ...

continue a ler