Jordan Helfand

Jordan Helfand é estudante do 12º ano na Escola Commonwealth, com sede em Boston, é muito interessado na história dos Estados Unidos, bem como em ciências e matemática. É neto do Dr. Mitsuo Inouye, que dedicou muitos anos proporcionando assistência médica e buscando a cobertura de assistência médica aos hibakushas. Jordan tem um histórico multicultural incluindo nipo-americano, Ainu e ascendência do Leste Europeu. Também tem interesse em futebol, basquete e estatísticas esportivas. Na foto, está recebendo a medalha de Bronze do Prêmio Congresso dos EUA do Rep. Joseph Kennedy (D-MASS). Foi recentemente premiado com medalha de Ouro do Prêmio Congresso dos EUA para a Juventude, por mais de 960 horas de serviço comunitário, fitness e desenvolvimento pessoal. Ele frequentará a Universidade Brown a partir do outono de 2015.

Atualizado em março de 2015

war en ja es pt

Irradiando Angústia: A História da Luta dos Americanos Sobreviventes da Bomba Atômica pela Compensação do Governo dos EUA - Parte 3

Ler Parte 2>>

No final de 1970, os hibakushas americanos continuaram sua luta pela retribuição em frente ao governo federal sem sucesso. Por volta de 1978, inúmeros projetos de lei haviam sido apresentados por 25 a 30 membros do Congresso, mas nunca algum passou.1 Por trás de todas essas rejeições estava a contínua ideia de que os hibakushas americanos "eram parte de uma nação inimiga no momento do bombardeio."

Ao discutir qualquer forma de ajuda fornecida pelos EUA a todas as vítimas da bomba atômica, tem sido especulado que, "quem quer ...

continue a ler

war en ja es pt

Irradiando Angústia: A História da Luta dos Americanos Sobreviventes da Bomba Atômica pela Compensação do Governo dos EUA - Parte 2

Ler Parte 1 >>

Durante muitos anos, as feridas psicológicas e emocionais dos hibakushas apodreceram em suas mentes já que eles viveram vidas de isolamento emocional, mas na década de 1960, os hibakushas começaram a se unir. Com o agravamento de doenças relacionadas com bombas atômicas como câncer, os sobreviventes da bomba atômica desejavam empatia e a chegada de "noivas internacionais": hibakushas japoneses que haviam se casado com americanos e migrado para os Estados Unidos, juntamente com seus (às vezes nipo-americanos) cônjuges americanos, durante as décadas de 1960 e 70, os hibakushas ...

continue a ler

war en ja es pt

Irradiando Angústia: A História da Luta dos Americanos Sobreviventes da Bomba Atômica pela Compensação do Governo dos EUA - Parte 1

Dr. Mitsuo Inouye, nascido em 27 de abril de 1925 de pais imigrantes nipo-americanos residentes na Califórnia, trabalhou para alcançar o sonho americano não só para si e sua família, mas também para um grupo de cerca de mil pessoas, que a People Magazine mais tarde chamaria de “americanos perdidos”. Em uma época em que viu a aprovação da Lei de Terras Estrangeiras da Califórnia de 1920, que visou especificamente os japoneses e tornou ilegal aos nipo-americanos possuírem terras, e o ato Johnson-Reed (que continha o Ato de Exclusão Asiática ...

continue a ler