Escolha o seu idioma de preferência para tirar o máximo proveito das páginas do nosso Jornal:
English 日本語 Español Português

Fizemos muitas melhoras nas seções do nosso Jornal. Por favor, envie-nos a sua opinião ao escrever para editor@DiscoverNikkei.org!

Histórias sobre o Oshogatsu Nikkei de 2017 - Parte 2

Ler Parte 1 >>

Uma História Nikkei de Fim de Ano
Por John Nishio

Esta é a história do 104ºMochitsuki Nishio Anual.

Na noite de terça-feira, fomos os anfitriões do Mochitsuki Anual do Clã Nishio e de Seus Amigos. O primeiro Mochitsuki Nishio nos EUA foi realizado em 1912 pelo meu avô, meu tio-avô e suas esposas. Eles continuaram com a comemoração tanto nos bons como nos maus anos; eles faziam questão de realizar o mochitsuki mesmo durante os anos de guerra, quando foram aprisionados nos campos de concentração americanos. A festa já foi realizada em várias fazendas da família Nishio, nas casas de tios e tias, e na casa dos meus pais—até que eu passei a organizá-la em 2004.

Mochitsuki Nishio de 1952

Os meus primos e eu sentíamos falta do convívio familiar que nós adorávamos quando éramos crianças; por isso, eu tentei recriar esse espírito de união. Eu procuro instigar o conhecimento da história da nossa família e herança cultural através de vídeos de família e das nossas festas de mochitsuki. Elas reaproximaram a nossa família, e agora temos uma verdadeira identidade familiar. 

Todos os anos, passamos ótimos momentos juntos—contando histórias, nos atualizando com as vidas dos outros, e terminando o ano numa boa nota de diversão, família e muita festa. Nós perdemos a conta, mas eu acho que cerca de 36 pessoas vieram este ano, apesar de ter caído num dia de semana e de algumas pessoas não terem podido comparecer.

Preparações para o Mochitsuki Nishio em 2016

Eu tive a oportunidade de cozinhar bastante e fazer muito sushi. Preparei sushi, homyu, teriyaki de frango, chashu, salada de batata japonesa e ozoni. É cansativo mas divertido, e o custo não é nada comparado com a diversão de estar com toda a família junta. Quando eu cozinho para a festa de mochitsuki, eu procuro imaginar como as coisas eram quando os nossos avós cozinhavam para esta ocasião, cientes do prazer que a sua comida daria a todos os membros da família que comparecessem.

Eu me sinto tão grato que os nossos avós mantiveram viva esta tradição, e grato que as pessoas fazem o que podem para comparecer a cada ano. Isso virou algo raro e em perigo de extinção na comunidade japonesa americana. Membros da quarta e quinta geração da família Nishio e seus amigos estão aprendendo sobre a nossa rica herança cultural; por isso eu sei que a nossa tradição familiar continuará viva. Parentes vieram do Canadá, de Las Vegas e Reno, e daqui mesmo, do sul da Califórnia.

Mochitsuki Nishio, 27 de dezembro de 2016

O mochitsuki deste ano foi realizado em homenagem à minha tia Rose, que faleceu no início do ano. Que eu me lembre, ela nunca perdeu um mochitsuki, e era uma das razões da gente ainda manter a nossa tradição.

Os isseis trouxeram consigo a tradição mochitsuki do Japão; os nisseis fizeram o possível para mantê-la viva; e agora os sanseis, yonseis e gosseis passaram a tocha para nós, e não podemos permitir que ela se apague.

 

* * * * *

Comemoração Kagami-Biraki 2017 para Receber o Ano Novo em Chicago
Pelo Comitê de Serviços Sociais Japonês Americano

No sábado, 7 de janeiro de 2017, a comunidade japonesa americana de Chicago realizou a sua comemoração anual Kagami-Biraki para receber o Ano Novo, com cerca de 200 pessoas presentes ao longo do dia. Patrocinado pela Academia de Judô Tohkon e pelo Comitê de Serviços Sociais Japonês Americano, este evento multigeracional e multicultural contou com a ajuda de uma equipe de voluntários batendo mochi durante a manhã e depois fazendo bolinhos de mochi para os participantes.

Geralmente, os bolinhos de mochi são recheados com recheios tradicionais tais como os feijões azuki. Mas este ano, alguns dos bolinhos de mochi foram recheados com chocolate, dando assim um toque inusitado a um típico prato japonês de Ano Novo. Nos últimos anos, alguns bolinhos de mochi também foram preparados com recheio de morango.

O programa formal começou ao meio-dia com uma cerimônia Oharai de purificação liderada por representantes da Igreja Tenrikyo Midwest. O entretenimento e as demonstrações de artes marciais foram apresentados pelo templo budista do grupo Kokyo Taiko de Chicago, pelo Chicago Aikido Club e pela Academia de Judô Tohkon. O evento terminou com um bufê estilo “festa americana”, com todos se deliciando com muitos pratos caseiros.

 

* * * * *

Oshogatsu tradicional em Regina, Canadá
Por Koreto Yamauchi

Este ano comemorei o Oshogatsu de acordo com a tradição japonesa junto com minha família e meus amigos e eu gostaria muito de deixar registrado aqui.

Para a festa providenciamos um enfeite simples na entrada de casa, decoração com mochi chamada kagami mochi, preparamos em casa o osechi que são as iguarias de Ano-Novo, amazake (saquê doce), ozoni (mochi com caldo), oferecemos otoshidama (mesada de Ano-Novo entregue às crianças e adolescentes) e, em especial, colocamos almofadas no chão para nos acomodarmos.

Como não foi possível encontrar todos os ingredientes na província de Saskatchewan, onde fica Regina, as compras foram feitas em Vancouver. O que contribuiu para dar o clima de Oshogatsu foi a ideia de sentarmo-nos no chão.

Achei na Internet uma ilustração de kadomatsu, tradicional decoração colocada na frente da casa em pares, que eu imprimi e depois afixei.

Kagami mochi e jubako (caixas empilhadas para armazenar as iguarias) e alguns ingredientes comprei-os em Vancouver.

Dentro da Slow Cooker (panela de cozimento lento) está o amazake feito a partir de koji seco (arroz tratado com levedura).

O pochibukuro (envelope da mesada de Ano-Novo) também achei na Internet e só tive o trabalho de imprimir, recortar e colar e o resultado foi muito bom.

O ozoni é algo indispensável também no Oshogatsu japonês.

Usamos o divã para servir como mesa e travesseiros viraram zabuton (almofada). Houve pessoas que não conseguiram sentar-se no chão, mas foi algo diferente dos dias comuns que experimentamos.

E como brinde, o primeiro nascer do Sol em foto tirada em Wascana Hill, Regina.

Wascana Hill

Todos os anos, no dia 22 de janeiro, a Associação Nipo-Canadense de Regina organiza a costumeira celebração de Ano-Novo com atrações como apresentação de taiko e koto, distribuição de amazake, kakizome (primeira caligrafia do ano), mochitsuki (preparo de mochi no pilão), karuta (tradicional jogo de cartas)e fukuwarai (brincadeira de Ano-Novo em que, de olhos vendados, tenta-se colocar olhos, nariz e boca em uma máscara de papel, cujo resultado é sempre engraçado).

 

 

© 2017 John Nishio, Koreto Yamauchi, Japanese American Service Committee of Chicago

Canada chicago community family food holidays JASC John Nishio kagami mochi mochi Mochitsuki new year's nima-kai okasane oshogatsu ozoni Regina Regina Japanese Canadian Club traditions United States