Taiko Nipo-Americano (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) Acho que estamos chegando rapidamente ao ponto em que o conceito de “nipo-americano” está ficando desatualizado. Não é necessário. Nós realmente temos que manter uma visão mais ampla.

Por exemplo, o taiko. O taiko começou como uma espécie de experiência nipo-americana, mas cresceu a partir disso. É muito mais do que isso, agora. É o taiko como uma forma de arte. Não é mais taiko-nipo-americano. Eu acho que quando começamos, costumávamos hifenizar tudo. Era “taiko-budista-nipo-americano”. Tínhamos todos os pequenos hífens lá. E o que o [Reverendo] Mas costumava dizer era: “Esses hífens são importantes.” São mais ou menos como o espaço entre as batidas. Porém esses termos podiam ser importantes no início para nos identificar, digamos, como diferentes dos tambores conga ou algo assim.

Mas agora, taiko passou a fazer parte do conjunto de tambores de um monte de tocadores modernos. Eles colocam o taiko lá ou os blocos de madeira. Torna-se parte do vocabulário da música em geral. Eu acho que o koto é um bom exemplo. Sintetizadores agora têm som koto como parte de seus muitos vocabulários. É como teriyaki. Todo mundo sabe o que é teriyaki. Ou sushi. Quando isso começou a acontecer com o taiko, ele perdeu sua identidade nipo-americana e certamente, perdeu sua geração. Isso não tem mais nenhum sentido. Eu acho que esse é o caminho que é percorrido. Acho que é a beleza disso.

 

Data: 10 de dezembro de 2004
Localização Geográfica: Califórnia, Estados Unidos
Interviewer: Art Hansen, Sojin Kim
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

identity music taiko

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation