Eisa: modernidade e tradição (Espanhol)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Espanhol) Isso tem muito a ver com a origem do grupo. Como assim? A dança eisa no estilo tradicional não foi perdida no Japão ou em Okinawa. Por que? Porque cada região de Okinawa, cada localidade dentro de Okinawa tem o seu próprio estilo de praticar eisa. Então, como podemos dizer que estes estilos pertencem a uma região particular? A dança eisa que levou ao Matsuri Daiko pertence a todos esse grupos e ao mesmo tempo não pertence a nenhum. Por que? Porque não é de uma região específica; é de toda a área de Okinawa – e sempre acaba ganhando mais adeptos. A razão por trás de tudo é atrair os jovens fazendo com que primeiramente eles se identifiquem com algo atraente. Aos poucos, eles vão passando a conhecer a cultura, se interessando mais por ela. Este é o propósito da dança eisa. É por isso que é uma alternativa à dança eisa tradicional, apesar de que sempre procuramos preservar o lado tradicional nas nossas danças com alguns elementos, sejam eles coreográficos ou musicais. Mas no final das contas, a motivação principal é sempre a transmissão da cultura.

Data: 14 de setembro de 2007
Localização Geográfica: Lima, Peru
Interviewer: Harumi Nako
Contributed by: Asociación Peruano Japonesa (APJ)

culture dance eisa matsuri daiko okinawa

Enquete sobre a série Perguntas e Respostas do Descubra Nikkei

Participe da enquete >>

Kizuna 2020: Bondade e solidariedade nikkeis durante a pandemia da COVID-19

Leia as histórias e compartilhe as suas!

Mais do Que um Jogo: Esporte Nikkei

O prazo para o envio de artigos até 31 de outubro.

Leia as histórias Esporte Nikkeis >>

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation