Decidindo se respondia "sim-sim" no questionário de lealdade a fim de deixar o campo de concentração (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) A parte que estavam pressionando sua lealdade, independente se pudesse deixar o campo de concentração. E se eles... Eu ainda não tinha tido uma segunda reflexão que se respondesse “sim-sim” [no questionário de lealdade], poderia deixar o campo de concentração. Era apenas o meu sentimento pessoal, se eles queriam saber meu sentimento pessoal, bem, eles iriam obter. Então, analisando as perguntas como fizeram, eu só fui em frente e pensei o que achava melhor, quer fosse contra as regras do campo de concentração ou qualquer outra coisa. Então, não, não, eu nunca sequer pensei em usar isso para fugir do campo de concentração. Para mim, pensei que era uma questão comum de lealdade e que eu deveria responder com lealdade. Meu coração, meus sentimentos.

Data: 25 de julho de 1997
Localização Geográfica: Washington, Estados Unidos
Interviewer: Larry Hashima, Stephen Fugita
Contributed by: Denshō: The Japanese American Legacy Project.

draft resisters World War II

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation