Controvérsias sobre o filme (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) Sim, houve controvérsia. Foi o Frank Chin porque naquela época – se você der uma olhada na política daquela época, havia esse ... Foi então que nós levantamos os nossos punhos. Foi quando nós nos tornamos ... “Olha, nós vamos colocar a boca no mundo” e ... principalmente os rapazes. Porque eu acho que os homens asiáticos passaram por situações bem difíceis. Passaram mesmo. Eles queriam demonstrar a sua masculinidade e [mostrar] que não iriam mais aceitar aqueles abusos passivamente.

E o que incomodou o Frank Chin, eu diria, é que ele queria ter dirigido o filme. Umas das razões que ... Ele achou que o filme não foi “estridente” o suficiente. Em outras palavras, ele reclamou: “Por que você não bateu ... Por que você não mostrou eles batendo nos japoneses fora do cinema [durante a Segunda Guerra]?” – aquela cena [do filme]. Eu respondi: “Olha, você quer ver um bando de japoneses apanhando? Porque é isso o que acontece quando você mostra esses tipos de imagens. As pessoas as imitam”. O que eu quero dizer é que sempre que se mostra violência na televisão, as pessoas fazem igual e qual é a vantagem disso? A gente sabe que foi algo terrível. Ele disse: “O que foi mostrado foi bem fraco” para ele. E provavelmente foi mesmo para ele porque ele escreve bem ... Ele é um ótimo escritor.

Infelizmente, ele é incapaz de dar crédito aos outros pela maneira deles escreverem ou pela maneira deles demonstrarem a sua criatividade. Então ele fez uma coisa suja. Ele escreveu para o “New York Times” ... ele escreveu uma carta dizendo que achou o filme racista e que ele não queria o seu nome – ele era um extra [ou seja, não receberia crédito] – ele não queria o seu nome em conexão com o filme de maneira nenhuma. Ele escreveu isso e eles publicaram sua carta porque acharam que ele havia escrito o roteiro já que ele era o Frank Chin, o escritor. Aquilo foi bem desagradável. O que ele fez deixou o John muito chateado. Não só emocionalmente. [O John] estava fazendo um esforço enorme [para não ofender os japoneses]. Mas foi uma coisa política naquela época. O Edison Uno, que era uma pessoa maravilhosa e era nosso consultor, ele disse: “Olha, eles vão usar isso como uma arma política porque qualquer ... Eles vão poder ficar por cima de tudo...”

Agora, eu sinto ... eu me sinto triste porque ele gostou do livro porque era sobre um homem asiático forte. Ele gostou deste aspecto e foi por isso que ele nunca falou mal do livro. Mas o filme – eu não sei o que foi. Eles [os personagens] estavam no filme. [O Frank Chin] aparentemente não gostou do fato de que o Corty foi o diretor, eu acho.

Data: 27 de dezembro de 2005
Localização Geográfica: Califórnia, Estados Unidos
Interviewer: John Esaki
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

farewell to manzanar frank chin movie

Heróis Nikkeis: Pioneiros, Modelos e Inspirações

Leia as histórias Heróis Nikkeis >>

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation