Não trazendo vergonha para a família (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) É claro que fomos criados em uma comunidade nipo-americana, de modo que nós éramos sempre alertados sobre não trazer vergonha para a família e que tudo o que você faz reflete na família, esse tipo de coisa. Então recebíamos advertências desse tipo.

Lembro-me de uma vez, quando um dos meninos nisseis da região, acho que ele era um pouco mais velho do que eu, fugiu. Havia um orfanato em nossa comunidade e o orfanato mandou suas crianças para a escola local, então eles foram nossos colegas de classe. Aparentemente, esse garoto e algumas crianças do orfanato fugiram um dia. Eu não consigo me lembrar o que estavam fazendo, [ou] o que eles fizeram, mas isso se tornou uma grande fofoca na comunidade.

Isso foi usado como uma lição de como não trazer vergonha para sua família. A comunidade em que eu cresci, eu acho que tinha cerca de 50/50 nipo-americanos e japoneses e não-japoneses. Na minha classe específica, três quartos de nós eram nisseis. Nós éramos a maioria. Mas ainda tínhamos o “ferrão” do racismo, sabe, ainda está presente.

Data: 17 de janeiro de 2004
Localização Geográfica: Califórnia, Estados Unidos
Interviewer: Art Hansen
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum.

community discrimination identity racism

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation