Discriminação em San Francisco (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) Eu senti certa discriminação em San Francisco, embora provavelmente muito menos do que no momento em que o conflito tomou conta no início de 1900. Eu estava lá de 1929 a 1942. Naquela época, ainda havia preconceito, era díficil encontrar emprego e na verdade eu me lembro de uma vez em que havia um Dean Churnin, da Universidade da Califórnia. Ele era chefe da escola de graduação de Serviço Social. Eu me inscrevi e fui aceito. Ele me chamou e disse: “Sr. Hoshiyama, por que você quer um mestrado em trabalho social, quando não há trabalho para você lá fora? É muito melhor você conseguir um trabalho que ficará melhor em seu currículo, do que ter um mestrado que as pessoas não vão nem mesmo aceitar ou mesmo reconhecer você.”

Assim, 1941, isso indicou que mesmo Dean Churnin estava ciente do preconceito. O tipo de trabalho que costumávamos conseguir depois de obter o diploma universitário, 1941 Berkeley, era como todos os meus colegas diplomados, a menos que eles tivessem uma casa ou um negócio próprio, trabalhavam por 50 dólares por mês na Grand Avenue como balconista ou em uma barraca de flores no centro, ou no mercado de produtos por 50 dólares por mês. Empregos não eram muito acessíveis aos nipo-americanos naquela época.

Data: 4 de março de 2005
Localização Geográfica: Califórnia, Estados Unidos
Interviewer: Florence Ochi, Art Hansen, Yoko Nishimura
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

discrimination pre-war san francisco

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation