Ficando com medo durante o combate (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) Houve momentos em que fiquei - preciso confessar - com medo. Por exemplo, quando ouvi uma metralhadora alemã que havia nos emboscado em nosso avanço. Era uma floresta tão densa que você não podia vê-los, mas ouvi-los. Ele disse: "Mãos para cima! Mãos ao alto!" e olhamos ao redor um ao outro, “Vamos nos render a esses caras? De jeito nenhum, de jeito nenhum.” Eu não tinha um rifle - só tinha uma pistola na minha mão – e o que fazer nestas circunstâncias? Nós não estávamos cara a cara. Apenas com o contato de voz. Mas senti que sobreviveríamos intactos e como se viu, ao contrário da guerra de hoje, quando fica escuro, todo mundo apenas cava um buraco tão profundo o quanto pode e rasteja nele para evitar cascos de explosão de árvores caindo. E na parte da manhã os combates não começam até o amanhecer novamente.

Data: 3 de janeiro de 2015
Localização Geográfica: Califórnia, Estados Unidos
Interviewer: Lily Anne Y. Welty Tamai
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

army combat military veteran World War II

Heróis Nikkeis: Pioneiros, Modelos e Inspirações

O prazo para o envio de artigos até 30 de setembro.

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation