Pinturas refletindo o campo de concentração (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) Em muitos aspectos, tudo voltou para mim novamente. Porque não só era fazer simplesmente um documentário, mas as pinturas eram muito sentimentais. Elas realmente retratavam... E eu realmente via coisas visualmente. Eu via como... Onde a pintura principal ou o título principal da pintura, que é usado com o logotipo atualmente, é um menino [de mim] olhando-se entre a parede de cercas e meio que um portão. Cerca. E olhando para além do Castle Rock, no pôr do sol. Porque eu sempre me lembro do pôr do sol. Em Tule Lake, eles eram simplesmente magníficos. E você nunca simplesmente via nada parecido. Sabe, ainda no outro dia, ontem... Quando eu estava lá fora, vi o pôr do sol e era simplesmente tão bonito. E só este menino simplesmente olhando para o horizonte e é maravilhoso como eu disse, e na outra metade da pintura, era o inverso. Eu estava olhando para o horizonte com esses quartéis no fundo com umas negras cinzentas barracas com a torre de vigia à distância. Torres de vigia, sabe, e a cerca. Quero dizer, não uma cerca, mas simplesmente como, a luz... A forma que a cerca estava em primeiro plano na frente deles, sabe. E isso foi... A pintura foi a primeira pintura que foi vendida. Isso só... Eles viram isso, esse garoto. Que era eu. Sabe, nessa coisa. Sabe, eu fiz um dos trens e uma das gaivotas e a pessoa no trem, quando meu pai estava doente e eu estava sentado no banco. E atrás, ele estava na cama com a minha mãe, que estava cuidando dele, olhando para ele. E lembro-me simplesmente de cada um deles. Eu fiz a cobra. Bem, essas foram todas as aquarelas. Eu fiz isso em aquarelas que foram vendidas...

E eu fiz uma quando nós estávamos no campo de concentração e aguardando o sinal de entrada, uma linha ao invés, sabe, para... Para o café da manhã. Quero dizer, eu desenhei tudo, nós quatro, eu acho que a minha irmã, meu pai, e por isso que eles nos fizeram... E o chef, eles iriam, sabe, como eles fariam seus ovos, porque eles tinham que alimentar setenta e cinco pessoas... Quantas pessoas em um bloco que eles, eles pegavam caixas de dúzias de ovos e jogavam no tanque. A coisa toda, casca e tudo. Sabe, e você pega esse garfo e apenas esmaga todas as cascas de ovos e mistura em volta - os mexe - casca e tudo. Sabe. E depois vêm com uma grelha e depois vêm pegá-las. Joga as cascas fora, sabe. Mas, caramba, a grelha não estava levando todas as cascas fora. Deixava as pequenas. E como você estava comendo, você sempre... Lembro-me sempre como criança, que eu jogava as cascas fora. Mas, mas sem reclamar, porque era normal. Essa é a maneira como se comem ovos, eu pensava. Jogue as cascas fora.

Data: 29 de junho de 2012
Localização Geográfica: Califórnia, Estados Unidos
Interviewer: Chris Komai, John Esaki
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

barracks camps food painting tule lake

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation