Os Mangás vs. as Revistas em Quadrinhos Americanas (Inglês)

Transcrições disponíveis nas seguintes línguas:

(Inglês) É difícil descrever a diferença entre os mangás e as revistas em quadrinho ocidentais, mas uma das diferenças mais óbvias é provavelmente o ritmo da história. Nas revistas em quadrinho ocidentais, o ritmo é muito, muito rápido, ao passo que nas revistas em quadrinho japonesas o ritmo é bem lento. [Um personagem] pode tomar chá em páginas e mais páginas, enquanto que nas revistas em quadrinhos americanas você não pode se dar esse luxo porque está limitado pelo número de páginas ao seu dispor. Nos mangás, o ritmo é muito diferente, muito mais devagar. Geralmente, tem muito mais diálogo nos quadrinhos ocidentais, não só para dar continuidade à história, mas também para [os personagens] falarem. Os quadrinhos japoneses parecem ter muito pouco diálogo, mas eles têm os efeitos sonoros mais legais. Nos quadrinhos americanos, você dá um tiro, e é basicamente “bang bang” ou “pow pow”, ou “bum bum bum”. Nos japoneses, eles têm efeitos sonoros para tudo. Eles têm efeitos sonoros para o som que o leite faz quando é derramado no café. Nós não temos esse tipo de coisa por aqui. Por isso, apesar de ser sobre a história e cultura japonesa, o Usagi [Yojimbo] é [narrado] através de uma perspectiva distintamente ocidental.

Data: 28 de setembro de 2010
Localização Geográfica: Califórnia, Estados Unidos
Interviewer: Lynn Yamasaki, Maria Kwong
Contributed by: Watase Media Arts Center, Japanese American National Museum

comics manga

Este guia vai proporcionar a você as técnicas básicas necessárias para conduzir a sua própria entrevista de história oral

Receba novidades

Cadastre-se para novidades por e-mail

Journal feed
Events feed
Comments feed

Apoie o projeto

Descubra Nikkei

O site Descubra Nikkei é um lugar once você pode se conectar com outras pessoas e assim participar nas experiências dos nikkeis. Para continuar a manter e expandir este projeto, nós precisamos da sua ajuda!

Maneiras de ajudar >>

Projeto do Japanese American National Museum

Patrocinador principal: The Nippon Foundation