• pt

Os imigrantes japoneses precursores - Um olhar histórico sobre o período Pré-Kasato-Maru

Licensing

Antes da chegada do navio Kasato-Maru, em 18 de junho de 1908, trazendo da primeira leva de imigrantes japoneses contratados para as fazendas de café de São Paulo, já haviam diversos japoneses em atividades no Brasil. Entre eles estão os nomes de Wasaburo Otake, Casas Fujisaki e Saburo Kumabe. Este foi o tema da exposição especial, montada pelo Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil, inaugurada em 11 de junho de 2007, em comemoração ao 99º aniversário da imigração japonesa. As imagens desta coleção são parte do acervo do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil. É vedada a utilização destas imagens sem a autorização por escrito do Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil. Para maiores informações contate museu@bunkyo.org.br Os Imigrantes Japoneses Precursores: Um Olhar Histórico por Célia Oi

Slides in this album 

Saburo Kumabe (1826-1926) e seu projeto de emigração para o Brasil

Diferente dos imigrantes das primeiras levas, que vinham ao país com a ilusão de enriquecer rapidamente e retornar ao Japão, Saburo Kumabe, advogado de formação e juiz de direito (em Kumamoto), migrou com o objetivo de fixar residência definitiva no Brasil, trazendo consigo seis familiares e sete outros companheiros.

...

Saburo Kumabe
Contributed by: mhijb

A família Saburo Kumabe, no Rio de Janeiro

Kumabe (41 anos de idade), desembarcou em 1906, acompanhado da esposa Io (38), das filhas Mitsu (15), Teru (11), Toki (9), Hide (6) e do filho Keiichi (4).

Família Kumabe
Contributed by: mhijb

A tentativa da primeira colônia de japoneses

No dia 1º de dezembro de 1906, a família Kumabe, Ryoichi Yasuda, Shinkichi Arikawa e Tamezo Nishizawa chegaram a Fazenda Santo Antonio, próxima a Macaé (RJ), dispostos a criar ali a primeira colônia de japoneses.

Falta de experiência, condições climáticas, falta de investimento e outros fatores frustraram essa iniciativa.
Grupo de Kumabe
Contributed by: mhijb

Teru e Toki, as primeiras professoras

Kumabe investiu bastante na formação escolar de suas filhas.Sua segunda (Teru) e terceira (Toki) filhas graduaram-se pela escola normal, grau máximo de instrução que uma mulher poderia conquistar à época, e se tornaram as primeiras cidadãs japonesas a obter a nacionalidade brasileira, para poderem lecionar nas escolas brasileiras.

Filhas de Saburo Kumabe
Contributed by: mhijb

Toki e Yutaka Nogami

Toki, a terceira filha de Sakuro Kumabe, casou-se, em 1921, com Yutaka Nogami (nascido na região de Awa, província de Tokushima, entrou ilegalmente nos EUA e, depois de exercer diversos ofícios na Califórnia, abriu um hotel em Los Angeles).

Nogami estabeleceu-se definitivamente no Brasil; em 1922, ao adquirir uma gleba ...

Casal Toki e Yutaka Nogami
Contributed by: mhijb

Io, a esposa de Kumabe, aos 103 anos de idade

No Japão, Io lecionou inglês no Colégio Feminino de Kinko e na Escola para Cegos e exerceu com afinco o trabalho voluntário na Cruz Vermelha e na Associação das Senhoras Patriotas, entre outros.

Io Kumabe
Contributed by: mhijb

Ryoichi Yasuda, um dos companheiros de Kumabe

Ryoichi Yasuda (1885-1961), natural de Kagoshima, graduado pela Escola Normal da Província de Kagoshima, chegou em agosto de 1906, como um dos escolhidos no programa de seleção da província que indicou um jovem de cada região para acompanhar Kumabe ao Brasil.

Em 1916, começou plantio do arroz em Pindamonhangaba, introduzindo ...

Ryoichi Yasuda
Contributed by: mhijb

Yuzaburo Yamagata, o melhor amigo de Kumabe

Yuzaburo Yamagata (1859 – 1924), empresário de grande prestígio em Hokkaido, atingido pela depressão que se seguiu à Guerra Russo-Japonesa, decidiu investir no Brasil a partir de 1908.

Em 1911, adquiriu a Fazenda Cachoeira (futura Fazenda Yamagata) nas proximidades de Macaé (RJ). Inaugurou a Casa Comercial Yamagata no Rio. Em ...

Yuzaburo Yamagata
Contributed by: mhijb

Wasaburo Otake (1872-1944), os dicionários e a dedicação aos imigrantes japoneses

Parte da exposição especial sobre os imigrantes precursores no Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil enfocando a Wasaburo Otake

Vitrine Kumabe
Contributed by: mhijb

Wasaburo Otake, autor dos dicionários

Wasaburo Otake ficou conhecido por compilar e editar os primeiros dicionários português/japonês e outros livros que tiveram importância incalculável para os imigrantes que se instalaram no Brasil.

Ele chegou ao Brasil aos 17 anos de idade, em 1890, a bordo do cruzador Almirante Barroso da Marinha Brasileira.

Wasaburo Otake
Contributed by: mhijb

Otake, estudos no Brasil

1893, Otake obteve o diploma de “machinista da quarta classe de barcos a vapor de commercio”, emitido pelo Ministério da Marinha.

Diploma conferido pela marinha brasileira a Wasaburo Otake
Contributed by: mhijb

Otake, intérprete na embaixada do Brasil

Em 1897, com a estabelecimento das relações diplomáticas entre Brasil e Japão, Otake foi integrado à legação (embaixada) do Brasil como intérprete. Exerceu essa função até 1942, por ocasião da guerra do Pacífico.

Wasaburo Otake no Japão
Contributed by: mhijb

As edições dos dicionários

Otake lançou em 1918 a primeira edição do Diccionario Portuguez-Japonez (Po-wa Jiten) e, em 1925, do Diccionario Japonez-Portuguez (Wa-Po-Jiten).

Os primeiros dicionários Português-Japonês e Japonês-Português
Contributed by: mhijb

Ikutaro Aoyagi, o melhor amigo de Otake

Ikutaro Aoyagi (1867-1943), natural de Chiba, recebeu a doação, do governo do Estado de São Paulo, das terras de Iguape. Alí, a partir de 1912, construiu um das primeiras colônias japonesas do país (Colônia Iguape abrangendo Registro, Sete Barras e Katsura).Nesse ano, juntamente com alguns companheiros, criou a Companhia Colonizadora ...

Ikutaro Aoyagi
Contributed by: mhijb

Casas Fujisaki - O primeiro empreendimento comercial japonês no Brasil

Parte da exposição especial sobre os imigrantes precursores no Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil destinada às Casas Fujisaki

Vitrine Fujisaki
Contributed by: mhijb

Saburosuke Fujisaki

Inauguradas em 1906 na cidade de São Paulo, as Casas Fujisaki foram pioneiras, seja no estabelecimento de relações comerciais entre Brasil e Japão, seja como empreendimento japonês em terras brasileiras.

A história dessa casa comercial no Brasil remonta ao envio de quatro representantes ao país por parte do empresário ...

Saburosuke Fujisaki IV
Contributed by: mhijb

Casas Fujisaki, várias filiais

Conhecida como “O Japão em São Paulo”, a loja foi inaugurada em 1906, na rua São Bento, no 58, no centro da cidade. Comercializavam-se diversos produtos de fabricação japonesa, entre lenços de seda, estampas para bordado, tecidos floridos, chás, cerâmicas, peças em bambu, leques e brinquedos.

Nos anos ...

Loja " O japão em São Paulo"
Contributed by: mhijb

O sucesso da loja "O Japão em São Paulo"

O primeiro estoque exauriu-se em menos de três dias; documenta o Diário Popular, ao noticiar sobre a inauguração da primeira loja das Casas Fujisaki.

"Instalou-se no Brasil a primeira casa japonesa fundada pelos Srs Fujisaki & Comp."
"Os amantes dos artigos daquella procedencia devem visitar aquele estabelecimento, e estamos certos ...

Notícia da inauguração das Casas Fujisaki
Contributed by: mhijb

Alguns dos funcionários das Casas Fujisaki

O casal Takeo Goto, diretor da matriz, no Rio de Janeiro (à direita) e o casal Seishiro Kumasaka, diretor da filial de São Paulo (centro).

Nos primeiros anos da imigração japonesa no Brasil, as atividades das Casas Fujisaki não se restringiam ao âmbito comercial, estendendo-se a servir, nos mais ...

Funcionários das Casas Fujisaki
Contributed by: mhijb

Visita de Saburosuke Fujisaki IV ao Brasil

Em visita ao Brasil, em 1921, Saburosuke Fujisaki IV encontrou-se com diversas autoridades. Na foto, no jantar de recepção, Fujisaki (à direita na fila detrás) e o ministro-residente Kumaichi Horiguchi (ò quatro).

Visita de Saburosuke Fujisaki IV ao Brasil
Contributed by: mhijb

O fím das atividades no Brasil

Além das casas comerciais, Fujisaki também investiu na agricultura. Adquiriu 1.131 alqueires em Pindamonhangaba (SP).
A edição do Burajiru Jiho de 1º de Junho de 1928, publica notícia da vendas dessas terras para a Tozan, encerrando as atividades no Brasil.

Notícia da venda da fazenda das Casas Fujisaki à Tozan
Contributed by: mhijb

Takeo Goto (1887-1969), definitivamente no Brasil

Com o final das atividades das Casas Fujisaki no Brasil, somente o diretor Takeo Goto permaneceu no Brasil.

Natural de Okayama, chegou ao Brasil em Brasil em 1906, para participar da instalação das Casas Fujisaki, assumindo, posteriormente, a direção da matriz, no Rio de Janeiro. Em 1924 passou a integrar ...

Takeo Goto
Contributed by: mhijb

Vitrine principal

Vitrine destinada a Wasaburo Otake e Saburo Kumabe.

Vitrine exposição especial
Contributed by: mhijb


Login or register
to contribute to the Nikkei Album

Welcome to the NEW Nikkei Album!

We've launched Nikkei Album in beta, so everyone can now start uploading and creating their own albums. There may be things that don't work quite right yet. Please email us to report any errors.

Browse the Nikkei Album

Héroes Nikkei: Pioneros, Modelos a Seguir e Inspiraciones

Lea las historias de Héroes Nikkei >>

Reciba novedades

Regístrese para recibir actualizaciones por email

Journal feed
Events feed
Comments feed

Colaborar con el proyecto

Descubra a los Nikkei

Discover Nikkei es un espacio para conectarse con otros y compartir experiencias nikkei. Para que siga creciendo este proyecto necesitamos tu ayuda!

Manera de colaborar >>

Proyecto Japanese American National Museum

Principal patrocinador The Nippon Foundation