Katsuo Higuchi

Natural de Tupã – SP, nissei, graduado en Derecho con Especialización en Relaciones Laborales. Durante 50 años se desempeñó como ejecutivo y empresario en el área de Recursos Humanos. Consultor Empresarial, es también Columnista del periódico Nippo Brasil.

Última actualización en junio de 2017

community pt

KOKI IWAI, a celebração da longevidade

Um comentário feito por um amigo aguçou meu interesse e logo fui fazer uma pesquisa e encontrei o que procurava.

A prestigiosa Universidade de Harvard, nos EUA, por mais de sete décadas, vem estudando um tema fascinante: O que faz as pessoas felizes da vida? O que torna uma vida boa de se viver?

Abstraindo de comentar detalhes do trabalho, meramente por questão de espaço nesta coluna, mas confiando na seriedade da renomada instituição, soube que o estudo chegou à conclusão que, para nos mantermos felizes e saudáveis ao longo da vida depende ...

lea más

community pt

Crónicas Nikkei 8 — Héroes Nikkei: Pioneros, Modelos a Seguir e Inspiraciones

Meu tio inesquecível

Criança ainda, costumava ler uma revista de circulação mensal que até hoje existe, na qual tinha uma seção chamada “Meu tipo inesquecível”, a minha preferida, onde era retratada a vida de personagens marcantes. Pessoas comuns que, por suas qualidades ou atitudes, haviam se destacado ou influenciado a vida de outras, igualmente comuns.

Uma figura inesquecível para mim foi o Tio Yotiam ou Tim para muitos, meu falecido tio pelo lado materno, que nos deixou um legado de coisas boas e alegres, além de uma imensa saudade. A lembrança do Tio Yotiam não ...

lea más

community pt

Os decasséguis estão voltando. Japão agradece.

“Sr. Higuchi, li a notícia que o Japão necessitará de mais de 300 mil trabalhadores estrangeiros nos próximos cinco anos. O senhor acha que vale a pena trabalhar no Japão?”, perguntou-me um Nikkei sênior que parecia me conhecer, enquanto eu aguardava o início da palestra “ A Comunidade Brasileira no Japão”, pelo emérito professor da Universidade de Shizuoka –Shigehiro Ikegami – na Japan House de São Paulo, dia 20 de fevereiro último.

A pergunta feita de forma tão informal e abrupta merece uma reflexão antes de ser respondida. Se o objetivo ...

lea más

food pt

UMÊ-SHÛ by AIKO, o incomparável licor de ameixa brasileiro

Diz um aprendiz de filósofo que “a velhice, entre outras qualidades, traz o conhecimento e a sabedoria !”

Talvez seja essa a grande razão para que o UMÊ-SHU by AIKO tenha tanto sucesso entre nós, pobres mortais que nem uma cervejinha aprecia. Mas o licor é tão delicioso que, quando degustamos, reservamos o melhor cálice da casa para sorver a preciosa bebida. E geralmente acompanhado de pedrinhas de gelo, que faz acentuar ainda mais o seu aroma suave, de gosto ligeiramente adocicado e uma acidez agradável. Eis o segredo do porquê o Umê-shû by ...

lea más

community en pt

SHINDO RENMEI, a Dark Chapter in the History of Japanese Immigration in Brazil

History

With the arrival of the steamer Kasato Maru at the Port of Santos in 1908, the cycle of Japanese immigration began in Brazil, which up until the 1940s brought in nearly 200,000 Japanese immigrants.

Most immigrants left Japan, at that time devastated by a severe economic and social crisis, for Brazil, a new and promising country that offered the possibility of employment and the opportunity to earn a fortune in a short time. Most of them intended to save money and, years later, return in better conditions to their homeland, where they would then be able to provide ...

lea más